A liberação do Espírito


Precisamos entender o que significa a liberação do Espírito.

 

Um dos grandes impedimentos para liberarmos o Espírito é  confundir o conhecimento exterior com o conhecimento interior. Se não liberarmos o Espírito a obra não pode ser feita, é por isso que temos na vida da Igreja grandes problemas com submissão, disciplina, e relacionamento.

 

Esses pontos são os mais difíceis. Liberar o Espírito enquanto pregamos é mais fácil, enquanto oramos, profetizamos também. Isto porque não precisamos fazer nada, não nos é cobrado nada, basta crer e tudo está feito (Mt 10:19).

Mas quando nos é exigido liberar o Espírito perdoando o irmão que  nos afrontou, ou  aquele que  nos deve, aí o Espírito não se libera, tudo é bloqueado, porque agora tenho de prejudicar um pedaço da minha alma, aí tudo fica mais difícil.

 

Por que ?  porque agora eu tenho de cooperar com Deus, e meu homem exterior não o quer (Rm 7: 15-20).

As coisas que eu não tenho que fazer nada, Deus me usa sem problemas, como liberar uma mensagem, orar por alguém , profetizar, operar sinais e etc…

Só tem um porém, a liberação de dons de ação nós chamamos de sinais, estes sinais não cooperam para a edificação da igreja em nada, eles só nos maravilham, nos fascinam, quando eles acontecem, o que mais eles fazem é atrair gentios para dentro da igreja, pessoas interessadas apenas em milagres e não na edificaçâo do corpo. Isso não edifica a igreja do Senhor Jesus, podemos até dizer que colabora para um temor na igreja, mas não para a edificação.

 

Vamos supor que um irmão no contato diário nos libera uma palavra áspera e não reagimos na mesma intensidade ou até ficamos tristes e abatidos. Esse irmão não manifestou a liberação do Espírito e nem nós quando permitimos sentimentos de mágoa, ira , ou rancor. O que se passou foi que liberamos,  tanto um quanto o outro, o homem exterior.

 

Nesse momento é que tínhamos de liberar o Espírito ,sendo gentis com nosso irmão, conpreensiveis, longânimos, temperantes. Aqui nos foi exigido algo, isto é, os frutos do Espírito.

 

Aí  então, eu não permito liberar o Espírito, eu sei que devo amar o próximo (Rm 12:10), só que não quero me humilhar nem ser manso, não quero perdoar apesar de ( Mt 6:15) e (Ef 4:32) me dizerem que devo perdoar.

 

Então entendemos que quando não nos é exigido nada, absolutamente nada , liberamos o Espírito, mas quando precisamos cooperar com Deus, usamos o nosso livre arbítrio e não fazemos nada .

 

O que precisamos entender é que o liberar o Espírito está sendo está atrelado ao quanto eu ingiro da palavra, se não, como fico fraco e reaquítico, não tenho forças para manter-me de pé, que dirá lutar contra um inimigo que tem minha idade e muito mais força do que eu.

 

É assim a  luta do homem interior contra o ego. Eu nasci agora para as coisas do Espírito, sou ainda bebê e infantil e meu ego tem a minha idade  e força, calçada nas fortalezas construídas durante todos esses anos.

 

É como um lutador de boxe profissional desafiando um lactante ( I Cor 3:2), vamos ver como é fácil liberar o Espírito quando não nos é cobrado nada, e como é difícil quando temos que nos contrariar, renegar nos valores, direitos e porquês ( Fl 1-25).

 

Agora se eu aplico a palavra do Senhor no meu íntimo, tenho  uma experiência com o Senhor. Quando obedecemos a palavra no Espírito, temos que fazer uma escolha, ou agimos com o homem exterior ou agimos com o homem interior. As vezes damos vazão ao homem exterior, nos fechando demais, alegres demais, falando alto demais, e etc. Todo o exagero não procede do caráter do Cristo. Quem libera o Espírito não procede assim.

 

Vamos meditar em Sl 46:4.

 

” Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo.”

Nós somos a casa de Deus, cidade de Deus.

O rio é o Espírito.

O rio tem corrente, ele não para , corre para fora de você.

Isto chama-se liberação do Espírito.

 

De Deus nasce o rio.  A nascente é Deus, Ele está dentro de nós. Este rio corre e alegra o próprio homem, se você não tem tido alegria, está com um problema de corrente. Alegria é como a corrente do rio constante, se você está  duas horas alegre, e duas horas triste, então você está em um açúde, que não consegue correr, açúde não tem corrente, só tem altos e baixos, no açúde temos que nos preocupar com nível da água dele.

 

Quero convidá-lo a transformar esses açúdes em rio.

 

Quando decidimos conhecer Jesus, Deus que controla o nível do açude, começa a abrir a torneira e o açúde começa a encher e logo irá tranbordar e sairá correndo e nada mais o poderá impedir. A correnteza vai levando para fora toda morte de dentro de você.

 

A corrente das águas é o obedecer da palavra.

Você vive a palavra , você é o rio.

Você rejeita a palavra , você é um  açúde.

Jesus nos diz em João 7:38 “Quem crê em mim, como diz a escritura, do seu interior fluirão  rios de água viva.”

 

Deixe esses rios de águas vivas fluirem de você, liberando o Espírito.

                                                                                                                                                                                     

Anúncios

Uma resposta

  1. Amém, que bençao. Escrevi um texto parecido com este.
    E ao longo do teu texto me lembrou uma palavra de Paulo que na pràtica é muito chocante: “Eu de muito boa vontade gastarei, e me deixarei gastar pelas vossas almas, ainda que, amando-vos cada vez mais, seja menos amado.” II Co 12:15
    Cada vez q me aprofundo mais nas cartas de Paulo, vejo que este homem era um poeta. 🙂
    Que nem qud li Filemon, qud ele diz: “eu to torno a enviar, a ele que é o meu próprio coração.” v.12. DTA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: