Você é de César ou você é de Deus?


Mt 22: 15 – 22

 

“…De quem é esta efígie e inscrição? ”

Efigie do Imperador César

Efigie do Imperador César

 

Todos que lêem ou ouvem a pergunta que dá título a este artigo, saem no primeiro instante afirmando categoricamente que são de Deus. No entanto, quando se deparam com a pergunta que antecede a imagem da moeda neste artigo, todos são unânimes em reconhecer que a efigie e inscrição pertence a César. Mas o que ninguém pára a meditar é se aquilo que tem dito ou feito o assemelha a efigie de César ou o assemelha a Deus. O que você tem feito ou dito o assemelha a César ou o assemelha a Deus?

 

A pergunta de Jesus em um primerio instante se refere a algo natural, mas como bem sabemos e à luz do Espírito Santo já temos recebido, entendemos que todas as palavras de Jesus são espírito e vida, portanto, precisamos extrair de suas palavras algo mais que o natural tão simplesmente, precisamos extrair realidade do Espírito.

 

Muitas pessoas hoje, frequentam igrejas na esperança que suas vidas mudem. Entretanto, igrejas não mudam a vida de ninguém. Se a igreja que você frequenta estiver na visão de Deus, sendo governada pelo Espírito de Deus, e não por políticas humanas, o máximo que esta igreja poderá fazer por você, será mostrar um caminho de realidade de vida em Cristo Jesus, pois quem pode mudar algo em sua vida, é Jesus, e assim mesmo se você permitir Ele fazer isto por você.

 

Não adianta nada você ir a uma igreja, ouvir a pregação,  sair de lá e não praticar o que lá ouviu. É necessário que você cumpra a  palavra que lá recebeu. Isto, se você entendeu o que ouviu, pois não é possível executar o que quer que seja se antes você não entender como funciona. Eis o motivo de muitas pessoas irem a igrejas e não obterem os resultados que esperavam, aí, frustradas passam a dizer que não adianta nada procurar uma igreja para melhorar sua vida. Como disse antes, igreja só indica o caminho a seguir, se você vai praticar e seguir a Cristo, isto é decisão sua.

 

E aí torno ao assunto que me propus compartilhar com você.

 

Agora, vamos imaginar que você está participando da vida de igreja, que você frequenta cultos, que você tem atividades na igreja, responsabilidades, e que recebe a palavra quase diariamente, porém, entre aquilo que você ouve e aquilo que você faz ou diz, existe uma suave e quase imperceptível diferença. Mas qual? você não põe em prática aquilo que ouve. Alguém poderá dizer: ” eu ponho”. Põe mesmo?  O que vou lhes dizer é algo duro, lendo a palavra de Deus, percebo a cada dia que ninguém ou quase ninguém põe em prática a palavra do Senhor. Pois ao menor abalo que sofremos, explodimos ou ruimos em todo tipo de manifestações que não nos assemelha a Cristo, alguns até não explodem mas implodem interiormente, acumulando mágoas, ressentimentos, ódios e tristezas.

 

Torno a perguntar: será que isto é uma efígie de César ou de Deus? com quem estes sentimentos mais se parecem? Por certo que de César.

 

Já vi alguns perguntarem: “o que você entende por: dê a César o que é de César e a Deus o que é de Deus?” e mais aterrorizante eram as respostas, que prefiro não publicá-las aqui, para não constranger quem tão limitadamente pense igual as resposta que ouvi.

 

Quando Cristo perguntou aos díscípulos de quem era a efigie e incrição da moeda romana, estava na verdade a perguntar se os valores, as coisas valiosas que eles discípulos tinham, se pareciam com César ou se pareciam com Deus. É isto que precisamos compreender. Nossos valores, aquelas coisas que realmente são valiosas para nós, tais como as nossas opniões, nossas razões, nosso amor próprio, nossas ações, nossos pensamentos, nossas reações, enfim, tudo que você puder imaginar, tem aparência de César ou tem aparencia de Deus?

 

Pode ser chocante, mas preciso lhe dizer, só há dois espíritos no Universo. Um é o de Deus, o outro é o de Satanás. Quando Jesus menciona César, Ele está fazendo um alegoria para dizer realmente isto:

 

” Dai a Satanás o que é de Satanás e a Deus o que é de Deus.”

 

Deus não quer aquilo que não O pertença. Deus não aceita confusões, não aceita misturas. Se você age ou reage de forma que não expressa a imagem e semelhança de Deus, jogue fora estas razões e porquês. Passe a partir de hoje a meditar se você se parece mais com César (Satanás), ou se parece mais com Deus.

 

Reflita e compartilhe com outros irmãos para que todos possamos ser edificados em Cristo.